01
Jun2020 Monday
15h00
Till
30
Jun2020 Tuesday
23h00

[CLONE] [CLONE] [CLONE] [CLONE] [CLONE] [CLONE] [CLONE] | CULTURA EM CASA | SOCIEDADE FILARMÓNICA OURIENSE

Ourém
LANÇAMENTO "ONLINE" A PARTIR DO LINK https://www.facebook.com/municipiodeourem
Rede Cultura 2027 at home Cultural Animation Thought
Agrupamento de Escolas Ourém

description

Excerto do Concerto realizado a 2 de Novembro de 2019 em Fátima, inserido no Festival de Bandas de Ourém.

Suite Alentejana Nº. 1, interpretada pela Sociedade Filarmónica Ouriense sob a direção do maestro João Paulo Fernandes em versão de Banda Sinfónica, foi composta em 1919 e originalmente escrita para Orquestra Sinfónica, curiosamente um século antes desta apresentação.

Muitas das vezes tocado como peça isolada ou como tema de encore, o Fandango, como é conhecido, é o - Finale Allegro - terceiro e último andamento da 1ª Suite Alentejana de Luís de Freitas Branco (1890-1955).

Com uma estrutura formal tripartida (A-B-A), esta peça inicia com uma pequena introdução de 4 compassos, com dois apelos orquestrais para um clima de festa, seguido do tema principal do Fandango com um virtuoso solo de violino, na versão de banda feito pelo clarinete. Toda a secção (A) encontra-se escrita em ritmo de divisão ternária, característico da dança rápida - Fandango. Dança esta que é também evidenciada pelos tradicionais instrumentos de percussão - castanholas, triângulo, caixa de rufo, bombo e címbalos. A euforia da dança vai por momentos esvanecer com um trémulo de tímpanos que nos transporta para a acalmia da secção (B).

Com base numa nota longa pedal (grave), surge uma belíssima melodia introduzida pelo corne inglês com o seu timbre nasalado, fazendo lembrar as calmas paisagens das planícies alentejanas. Este tema é repetido pelas trompas, em forma de dueto, e expandido por toda a orquestra num grandioso coral em plena secção central da peça.

A obra retoma a Da Capo (do começo) no ambiente de festa, deixando para a Coda (cauda) o clímax da energia num brilhante tutti final.

Other information

O movimento cultural oureense é rico e diversificado e, num momento em que se encontram suspensos os espetáculos ao vivo, o Município de Ourém lança a iniciativa PALCO. No PALCO, a CÂMARA MUNICIPAL/DIVISÃO DE AÇÃO CULTURAL promove a CULTURA DO CONCELHO e as associações têm oportunidade de apresentar a sua ARTE nas plataformas digitais.

| CULTURA EM CASA | PALCO: SEXTAS-FEIRAS-21H30 || SÁBADOS E DOMINGOS-17H00