02
abr2022
00h00
Até
08
mai2022 domingo
23h59

2.º Ciclo de Exposições em Fotografia e Território

Tomar
CEFT (Casa dos Cubos)
Fotografia

Sinopse

“Riviera” de Stefano Martini
“Uma ponte - Lisboa 2009/2012” de Sebastiano Raimondo

Após um 1º ciclo de exposições em Fotografia e Território, ciclo nascido dentro do período conturbado da pandemia Covid 19, não obstante confirmou-se que o CEFT poderia ter um contributo valioso no mosaico da oferta cultural tomarense, não só porque desenvolve a sua actividade num edifício cuja reconstrução mereceu premiação de arquitectura notável - a Casa dos Cubos, mas também pela regularidade e qualidade que conseguiu imprimir à programação que oferece aos públicos locais e aos que nos visitam.
O Ciclo expositivo de 2022 abre com as propostas de dois artistas estrangeiros, ambos sediados em Portugal, relembrando que esta iniciativa do CEFT diz respeito à fotografia feita em, ou sobre, Portugal, independentemente da nacionalidade do artista. Ambos os autores trazem junto do público questões que aprofundam e intersectam questões da paisagem e do território nas suas desmultiplicações e implicações, económicas, sociais, artísticas, culturais e políticas. Ambos os projectos burilam zonas contíguas, territoriais e conceptuais, ainda que em modos e formatos algo distintos: Stefano Martini apresenta um trabalho premiado na recente edição da Bienal de Vila Franca, Riviera, onde aborda a Margem Sul, na periferia de Lisboa. O italiano Sebastiano Raimondo estabelece um trajecto de transição e ligação através do título que escolhe para a sua exposição: Uma ponte - Lisboa 2009/2012. Ambos parecem apontar para uma cartografia instável do território urbano, a cidade enquanto expressão social e territorial do espaço público, que no entanto se desterritorializa, se instabiliza, se liquidifica, uma palavra profícua também pelo Tejo em fundo, que comparece nalgumas destas imagens.

Stefano Martini, nasceu em 1987 no Rio de Janeiro, Brasil. Mudou-se para Portugal em 2018. Formado em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Fotografia pelo Serviço Nacional de Aprendizagem RJ. Durante 12 anos desenvolveu a sua carreira como fotógrafo colaborador de alguns dos principais títulos da mídia impressa brasileira. Foi finalista do Prêmio Editora Globo 2016. Em 2017, foi comissariado para desenvolver relevantes exposições no Centro Cultural da Justiça Federal e na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Em 2019, concluiu a pós-graduação em Discursos da Fotografia Contemporânea na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e ganhou 3º lugar na V edição do Prémio de Fotografia de Sintra no Museu das Artes de Sintra. Em 2020, foi um dos vencedores do open-call internacional sobre patrimônio industrial da Photon Gallery na Eslovênia e foi selecionado para a 16ª edição da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira - BF20.

Sebastiano Raimondo (Gangi – Italia, 1981).
Concluiu os seus estudos de Arquitectura na Faculdade de Palermo em 2013, com um projecto fotográfico realizado na cidade de Lisboa “Uma ponte - la fotografia come forma di abitare il mondo e construirlo”. Em 2014 fundou o grupo “Presente Infinito” com cinco amigos fotógrafos na cidade de Nápoles. Com eles editou o livro homónimo, criou várias exposições na Itália e no estrangeiro e o projeto coletivo "Napoli - nuova luce". Vive entre Portugal e Itália, dando continuidade à sua investigação artística e estudos em fotografia no Doutoramento em "Arquitectura dos territórios metropolitanos contemporâneos" do ISCTE-IUL em Lisboa. Publicou fotografias e textos para: Passagens, Caleidoscópio, Lisboa 2013; Lições de Arquitectura, Circo de ideias, Porto 2017; Sophia, edições Scopio Porto 2018 e 2019; Edizioni Caracol, Palermo 2019; Sacred, Urbanautica Institute 2020; Palermo/Periferie, Academia de Belas Artes de Palermo 2020. Leciona fotografia na Academia de Belas Artes de Palermo desde 2018/19.

Ficha técnica

Organização: Centro de Estudos em Fotografia de Tomar

Outras informações

inauguração: sábado, 2 abril, 15h00
horário: segunda a sexta, 10h00 às 12h00 e 14h00 às 17h00 | sábados e domingos, 14h00 às 17h00