20
abr2022 quarta
21h30

40º FML | Moços do Coro & João Santos

Leiria
Sé de Leiria
Música

Sinopse

Et Lux perpetua trata-se de um projecto que nos desafia a reflectir sobre a vida após a morte, no acreditar da ressurreição dos mortos, e na vida do mundo que há-de vir. Envolvidos pelo mistério Pascal, em que dedicamos este concerto àquela noite que brilha como o dia, e em que a escuridão é clara como a luz, iniciá-lo-emos com a estreia absoluta de Diptyque Mariale do compositor Leiriense João Santos (1979).

Escrita para coro e grande órgão sinfónico, esta obra, de uma virtuosidade sumptuosa, é desenvolvida em torno do hino Regina Ceali, uma oração Mariana que ao longo do tempo Pascal, nos recorda o papel maternal de Maria: Quia quem meruisti portare (porque mereceste trazer em vosso seio). Iniciada por um contrapontístico convite à alegria: Gaude et laetare (exultai e alegrai-vos), esta obra encerra com um triunfante e demorado Aleluia àquele que viria a quebrar as cadeias da morte, levantando-se vitorioso do túmulo.

Segue-se uma obra de órgão solo cantabile, extraída das 3 Píèces pour le Grande Orgue do compositor francês, César Franck (1822-1890), assinalando desta forma o bicentenário do seu nascimento. A segunda parte deste concerto é dedicada a Maurice Duruflé (1902-1986) na comemoração dos 120 anos do seu nascimento. Executar-se-á o seu Requiem Ops. 9, uma missa pro defunctis que reflecte a maestria deste celebre compositor, unindo aqui duas linguagens musicais que, apesar de tão distantes no tempo, se vêm aqui confrontadas: a memória do canto gregoriano sob um tratamento polifónico, e a rica densidade harmónica, presente no discurso desenvolvido pelo grande órgão, tão característica do período do Romantismo tardio. Esta obra, traduz-se no ponto áurea entre a herança e a criação, o antes e depois, pois como nos diz Antoine-Laurent Lavoisir “nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

 

Programa

João Santos (1979*) - Diptyque Mariale
– Berceuse
– Louange

C. Franck (1822-1890) - 3 Pièces pour le Grand Orgue

- Cantabile


Duruflé (1902-1986) - Requiem (op. 9)

- Introït

- Kyrie eleison

- Domine Jesu Christe

- Sanctus et Benedictus

- Pie Jesu

- Agnus Dei

- Lux æterna

- Libera me

- In paradisum

Ficha técnica

Moços do Coro

João Santos, Órgão

maestro, Nuno Miguel de Almeida 

Outras informações

Entrada gratuita na Sé de Leiria.