07
dez2022 quarta
21h30 Até 23h00

À Descoberta de Vianna da Motta (II)

Leiria
Teatro José Lúcio da Silva Teatro José Lúcio da Silva
Música

Sinopse

Concerto-conferência


Em 1868 nascia um menino prodígio: José Vianna da Motta, aquele que viria a ser um dos pianistas-compositores mais emblemáticos da história da música portuguesa. Neste concerto-conferência, o pianista João Costa Ferreira vai à descoberta do génio precoce de Vianna da Motta através das suas composições de infância, obras inéditas recentemente reveladas que refletem os gostos da sociedade lisboeta do século XIX.

João Costa Ferreira (n. 1986) é um pianista e investigador português detentor do “Diplôme Supérieur d’Exécution” da École Normale de Musique de Paris e doutorado em Música e Musicologia pela Sorbonne Université.

Iniciou os seus estudos de piano aos onze anos no Conservatório de Artes do Orfeão de Leiria com o professor Luís Batalha. Desde cedo, revelou vocação para a música obtendo diversos prémios em concursos de piano nacionais e internacionais. Aos dezanove anos, partiu para Paris onde veio a estudar com Marian Rybicki e Guigla Katsarava e onde foi aluno e assistente do pianista Jean Martin. Foi também em Paris que realizou os seus estudos universitários. Enquanto bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, fez o doutoramento sob a direcção da filósofa e musicóloga Danielle Cohen-Levinas.

Embora o seu repertório abranja todos os estilos desde o barroco, João Costa Ferreira especializou-se na música do século 19 e da primeira metade do século 20. Nos seus projectos a solo e música de câmara, tanto se interessa pela interpretação do grande reportório clássico como pela descoberta de compositores esquecidos e pela encomenda de obras aos compositores contemporâneos. Tem-se apresentado em salas de Portugal, França, Bélgica, Espanha e Holanda, nomeadamente na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), no Teatro Nacional de São Carlos (Lisboa), na Casa da Música (Porto), no Teatro Rivoli (Porto), no Palais d’Iéna (Paris), na Salle Cortot (Paris), na Sala Gótica da Prefeitura de Bruxelas. Muitos dos seus concertos e trabalhos discográficos têm sido transmitidos pela Antena 2, pela France Musique (rádio clássica francesa) e por diversas rádios europeias.

João Costa Ferreira tem tido um papel activo na reabilitação e valorização do património musical português através da publicação e gravação das obras de José Vianna da Motta. Desde o ano de 2015, em colaboração com a editora AvA Musical Editions, reviu e prefaciou mais de trinta obras, em grande parte inéditas. Em 2018, lançou na editora Grand Piano Records (etiqueta da Naxos) um disco com a primeira gravação mundial das Cinco Rapsódias Portuguesas, ciclo que marca o início da fase criativa do compositor caracterizada pelo recurso à música popular portuguesa. Em 2020, lançou na editora MPMP o primeiro disco da série discográfica José Vianna da Motta: Poemas Pianísticos dedicada às obras de infância, disco que recebeu a Menção Honrosa do Grémio Literário. Juntamente com o pianista Bruno Belthoise, gravou a integral da obra para piano a quatro mãos nas editoras MPMP e Coriolan.

Para além dos vários prémios que obteve em concursos internacionais de piano, entre os quais se destaca o 2º prémio no XVº Concurso Internacional de Piano Maria Campina (ano em que não foi atribuído 1º prémio), João Costa Ferreira tem sido distinguido por diversas instituições culturais. Em 2015, recebeu o prémio “Melhor revelação artística” pela associação Cap Magellan na celebração da República Portuguesa realizada na Prefeitura de Paris. Em 2019, foi distinguido pela INATEL Leiria com o “Prémio Cultura – Música” numa gala para a celebração dos 75 anos da instituição.

 

ESPETÁCULO APOIADO PELA DGARTES/ RTCP

Ficha técnica

João Costa Ferreira | Piano