12
nov2022
21h30

Du Côte de Chez Proust

Leiria
Teatro Miguel Franco Teatro Miguel Franco
Música

Sinopse

Recital de Viola e Piano no Centenário da Morte de Proust

O mundo literário de Proust é marcado de forma indelével pela sua forte ligação à criação musical do seu tempo, e a própria existência da sua obra maior – Em Busca do Tempo Perdido – deve-se no seu fundamento mais profundo à estrutura de uma série de obras musicais que lhe deram origem. A abordagem proustiana à memória, à sensibilidade individual, ao tempo e à forma como este vai determinando a nossa construção em relação ao mundo, tem a sua raíz primeira na exploração da ambivalência da percepção musical, na análise das ideias estruturantes da obra musical, na forma como estas determinam como recebemos, em cada momento, os temas melódicos ou harmónicos, e como esta relação mútua entre sujeito e obra condicionam a nossa perspectiva do mundo e do tempo.

No momento em que a cultura ocidental assinala 100 anos sobre a morte de Marcel Proust, importa recuperar a sensibilidade do seu tempo, convocando as obras e compositores que acompanharam a sua vida privada e moldaram a sua obra literária. Através deste programa poder-se-ão ouvir obras de alguns dos seus amigos mais próximos, de obras dedicadas a violetistas que tocaram em sessões musicais privadas na casa do escritor, bem como a provável fonte da famosa petite phrase que constituiu o leitmotiv de toda a sua obra-prima – a Sonata de César Franck -, entre outras peças de grande circulação no seu tempo. O presente recital propõe uma viagem à Paris de viragem de século, um vislumbre da Boulevard Haussman, da Rue Hamelin, um perfume dos imaginários salões dos Verdurin, de Combray, de Balbec, ou dos amores de Swann.

Ficha técnica

Produção: Cidade Criativa | Público: M/6Info | Apoio: Antena 2