09
mai2021 domingo
15h00 Até 16h10

Festival Manobras | Arquétipo - Radar 360°

Alcobaça
Zona Envolvente ao Mosteiro de Alcobaça Zona Envolvente ao Mosteiro de Alcobaça
Teatro

Sinopse

Festival Manobras | Arquétipo

 

por Radar 360°
9 de maio
Zona Envolvente do Mosteiro de Alcobaça
15h00
M/3
Público Alvo: Público Geral
Duração: 50 minutos

Entrada Gratuita

 

 

SINOPSE

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espectador a refletir sobre o

tema do “Amor” na sociedade contemporânea!

De facto, ele não é o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado!

 

Assim que se olharam, amaram-se; assim que se amaram, suspiraram; assim que suspiraram, perguntaram-se um ao outro o motivo; assim que descobriram o motivo, procuraram o remédio.

- William Shakespeare

 

 

SOBRE O ESPETÁCULO

A linguagem artística do projeto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea. A peça transporta para o gesto dramático e para as paisagens urbanas, imagens primordiais, símbolos que nos acompanham desde a nossa mais remota existência, e que continuam a povoar até aos dias de hoje, o nosso inconsciente coletivo.

 

 

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Direção Artística António Franco de Oliveira Bailarinos | Intérpretes Joana Martins, João Santiago Maquinistas | Intérpretes Julieta Rodrigues, Rui Azevedo Sonoplastia António Franco de Oliveira Cenografia Américo Castanheira FigurinosJulieta Rodrigues Coprodução Radar 360º Associação Cultural, Festival DDD OUT Corpo + Cidade, Festival Trengo, Festival Vaudeville RendezVous Apoio à criação Fundação GDA

 


BIOGRAFIAS

 

RADAR 360°

A RADAR 360° é uma estrutura cultural com direção artística de António Franco de Oliveira e Julieta da Rocha Rodrigues, fundada em 2005, por um coletivo de artistas multidisciplinares.

No seu trabalho estão as criações de espetáculos de autor, intervenções em site-specific, oficinas pedagógicas e artísticas, entre outras. Trabalham nos domínios do Teatro Físico, das Artes de Rua e do Novo Circo apresentando as suas criações e workshops em vários países. Desde 2018, a Companhia RADAR 360º está sediada em Matosinhos, com o apoio institucional do município.

 

António Franco de Oliveira

Codiretor da Companhia RADAR 360°, é um artista multidisciplinar. Trabalha nos domínios das Artes de Rua, Artes do Circo, e Música Electro-Acústica.

Divide o seu trabalho pelas áreas da encenação, interpretação e pedagogia. No seu percurso académico, estudou Artes de Rua na Academia Contemporânea do Espectáculo (ACE), e na Formação Avançada Itinerante de Artes de Rua (FAI.AR) instituição sediada na cidade de Marselha.

Na área do movimento, frequentou o curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Fórum Dança.
Como especialidade Circense, estuda e pratica desde finais dos anos 90 a arte da manipulação de objetos e do malabarismo de contato.

No âmbito da música, estuda percussão étnica e eletrónica, composição, processamento de efeitos, sound design e iniciou recentemente o estudo de piano.

Colabora regularmente como formador e encenador nas escolas artísticas em Portugal e no estrangeiro tais como:

Academia Contemporânea do Espectáculo, BalleTeatro, Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo, Instituto Cultural de Macau, Instituto Nacional de Artes do Circo, Jobra entre outras.

Foca o seu trabalho de pesquisa na relação onírica e poética entre o corpo, o espaço e o objeto.

 

Julieta Rodrigues

Trás-os-Montes, 1977. Atualmente habita no Porto. A sua formação tem início em 1998, através do Curso Superior de Psicologia, da integração no TUP (Porto) e na ESMAE na área da interpretação. Tem realizado uma formação contínua nas seguintes disciplinas: Teatro Físico; Interpretação e Composição em tempo real; Pesquisa e Criação Coreográfica; Manipulação de Marionetas; Sapateado e Ritmo; Dança contemporânea e Contacto/Improvisação. É membro fundador e criador da RADAR 360º Associação cultural, através da qual se tem dedicado ao universo do Circo e Teatro de Rua, passando pelas seguintes técnicas: andas; aéreos e voltige; noções de malabarismo e manipulação de objetos; e técnica de palhaço. Como Formadora (CAP) tem vindo a desenvolver uma pedagogia baseada no trabalho de personagem, espaço e objetos no espaço público – o estudo da rua, do público e do site specific, colaborando em inúmeros projetos de intervenção, de formação e de teatro social destinados a diferentes tipos de públicos (Públicos desfavorecidos e Educação especial). Atualmente integra o Projeto da Operação Nariz Vermelho Como Doutor Palhaço.

 

 

 

Festival Manobras
Datas de Alcobaça
2 de Maio a 12 de junho de 2021

Programa de Alcobaça - https://bit.ly/3xv2StI

 

 

NOTA: ESPETÁCULOS SUJEITOS A CONFIRMAÇÃO MEDIANTE AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO PANDÉMICA