21
out2021 quinta
21h30 Até 23h00

Filipe Crawford Produções “Recital Burlesco de Poesia Erótica e Satírica”

Leiria
Teatro Miguel Franco
Teatro

Sinopse

“Recital Burlesco de Poesia Erótica e Satírica” conta a história de um ator que, depois de uma brilhante carreira nas companhias de teatro de repertório, acaba os seus dias a fazer um espetáculo burlesco num cabaret. O ator baseia a sua performance numa recolha de poesiaserótico-satíricas de vários autores de língua portuguesa e acompanha a declamação destes poemas com a narrativa de episódios da sua vida, enquanto executa coreografias burlescas acompanhadas por uma banda sonora de música de cabaret.

A originalidade deste projeto resulta da reunião de vários contributos artísticos:

Em primeiro lugar, trata-se de um espetáculo que reúne uma seleção de textos de poesia erótica e satírica em língua portuguesa, temática que não é abordada há muito tempo nos palcos portugueses, recuperando a tradição das tertúlias intelectuais e provocadoras dos anos 60 e 70.

Em segundo lugar, é um espetáculo de declamação de poesia, interpretado por um ator que recupera a tradição dos grandes “dizedores” de poesia, como diria o Mário Viegas, evocando este último e outros “dizedores” famosos como o inesquecível João Vilaret.

Em terceiro lugar, conta, nas entrelinhas, uma história de decadência, vivida na primeira pessoa, que revela um facto social comum a todos os artistas que, quando envelhecem, vão deixando de ter trabalho e caiem no esquecimento, tendo de sobreviver de expedientes ou de reinventar-se, como acontece com o nosso protagonista.

Em quarto lugar, reúne várias formas de expressão artística, associando a poesia à comédia e ao teatro de cabaret, nomeadamente ao Burlesco, género também pouco divulgado no nosso país e que começou, há pouco tempo, a ser recuperado por uma geração de jovens criadores.

Por último, o projeto reúne uma equipa de criadores com uma qualidade indiscutível e um currículo invejável, que já têm trabalhado juntos e que prometem dar largas à sua criatividade para criar um espetáculo inédito, original, culto e divertido.

O espetáculo está concebido para se poder produzir em qualquer espaço, não se limitando a teatros convencionais, permitindo assim um largo espectro de apresentações possíveis em digressão pelo país, estando, a título de exemplo, a sua exibição prevista no Festival Acaso de 2021.

Ficha técnica

Conceção do projeto e encenação – Filipe Crawford
Autores - Poemas de Bocage, E. de Melo e Castro, António Boto, Carlos Drumont de Andrade, Luís Pacheco, Ary dos Santos, António Maria Lisboa, Augusto Gil e Fernando Pessoa, entre outros.
Coreografia – Ísis Melo
Música – Manuel João Vieira
Operação Técnica – Filipe Crawford