10
set2022
21h30 Até 18h30

O que Veem as Nuvens

Alcobaça
Cine-Teatro de Alcobaça João D'Oliva Monteiro Cine-Teatro de Alcobaça João D'Oliva Monteiro
Teatro

Sinopse

O QUE VEEM AS NUVENS
Cine-Teatro de Alcobaça João D'Oliva Monteiro
10 e 11 setembro
Horário:
Dia 10: 21h30
Dia 11: 17h
Preço: 5€
 
Certamente já olhaste para as nuvens deitado numa colina, pela janela do carro numa viagem longa, ou enquanto esperavas sentado num muro.
E certamente já viste coisas nas nuvens que as nuvens não são: cabeças de cão, um dragão a comer a própria cauda, cítaras, ou a letra pela qual um nome começa. O que provavelmente nunca te perguntaste é o que veem as nuvens, como veem, e que coisas veem em nós
que nós não somos.
"O que Veem as Nuvens" é um espetáculo para uma plateia deitada a olhar para cima, num mecanismo semelhante a um cinema vertical, com os corpos deliberadamente dispostos em posição de descanso, sono e sonho.
Olhamos para as nuvens, adivinhamos-lhes as formas e as intenções, para depois sermos nuvens e adivinharmos o que elas veem em nós.
É, portanto, um gesto de reflexo: olhar para cima, para depois olhar para baixo, para trás e para dentro, e tentar uma leitura do mundo a partir de um ponto de vista necessariamente holístico, de cima e de longe, onde os indivíduos só se distinguem pela sua sombra.
As vozes de seis dramaturgos tentam encontrar palavras para este espanto indizível de ver tudo em simultâneo, relacionando-se com a ideia de infinito e desdobrando-se em debates ontológicos,
poéticas incorpóreas e eco-traumas.
Em palco, dois intérpretes conduzem uma viagem sensorial que não se esgota na fruição estética ou intelectual.
De facto, o corpo é enganado: é convocado para uma insónia consciente, adormece acordado e acorda adormecido ao fim de uma hora de viagem pelas nuvens.
 
 
 
Ficha Artística:
DIREÇÃO ARTÍSTICA Ricardo Vaz Trindade
DRAMATURGIA Joana Bértholo, Keli Freitas, Lígia Soares, Nuno Camarneiro,
Ricardo Vaz Trindade, Rui Pina Coelho
INTERPRETAÇÃO Cláudia Gaiolas, Ricardo Vaz Trindade
REALIZAÇÃO DE VÍDEO João Vladimiro
CONSULTORIA DE VÍDEO Paulo Américo da Silva
MÚSICA Luís Fernandes
DESENHO DE LUZ Cristóvão Cunha
ESPAÇO CÉNICO Ricardo Vaz Trindade
PRODUÇÃO EXECUTIVA Maria Tsukamoto, Ricardo Vaz Trindade
FINANCIAMENTO República Portuguesa, Direção-Geral das Artes
APOIOS Companhia Olga Roriz, Francisco Figueiredo – Fotografia, Município de
Torres Vedras, Teatro Académico de Gil Vicente, Teatro Nacional D. Maria II,
Temps d’Images, Terratreme
RESIDÊNCIA DE CO-PRODUÇÃO Inestética Companhia Teatral, O Espaço do Tempo
COLABORAÇÃO VÍDEO Ana Félix, António Correia, @africabees, @beyev.society,
@ciap_dron, @droneyboi, @gergana.vlaykova, @gp7775, @outdoormoods,
@robertneumannfromthesky, @travel_hunterz, O Mar É a Nossa Terra (Miguel
Figueira e Filipe Madeira, 2020, © Garagem Sul/C.C.B.)
AGRADECIMENTOS Diogo Vasconcelos, Edite Queiroz, Eduardo Brito, Eng.ª Ana Silva, Engº. Eduardo Pardal, Gesamb – Gestão Ambiental e de Resíduos, Granialpa – Extração e Comércio de Granitos, Joana Brites, Joana Gama, Magda Bizarro, Rita
Morais, Tânia Guerreiro