19
nov2022
15h30
Até
22
jan2023 domingo
17h00

Rio, Uma Geografia Sentimental - João Henriques

Tomar
Casa dos Cubos Casa dos Cubos
Fotografia

Sinopse

Esta exposição integra-se na iniciativa “Os Sítios da Água”, organizada por um conjunto de artistas e autores ligados à cultura tomarense, patente em mais dois pólos expositivos –  na Galeria do IPT e no Núcleo Cultural da Levada, onde são apresentados artistas e obras de diversas áreas das Artes Plásticas e Visuais. Na Casa dos Cubos é exibido um projeto fotográfico efetuado no território por onde passa o rio Nabão, cuja geografia sentimental se desenha num percurso entre a nascente, em Ansião, e a foz, a Sudeste de Tomar, ao longo do qual nasceu João Henriques e a sua família. O título do trabalho, de pendor afectivo e simbólico, alude ao conhecer e ao percorrer, mas também ao sentir, dos sentimentos e dos sentidos, onde as imagens procuram todavia exceder o sentimentalismo visual, ou as conexões autobiográficas, antes desdobrando-se em possibilidades de exploração estética, territorial e sensorial.

            No inquérito ao território enquanto visualidade, o real e a imagem parecem unir-se nessa linha invisível entre a água e a superfície da imagem, entre a aparência e a profundidade daquilo que efetivamente é a realidade do território, entre a matéria orgânica e a imaterialidade conceptual. A água enquanto espelho e imagem parece dar o mote a um jogo entre figura e fundo, também ele com ecos históricos: se até determinada altura o rio foi uma figura central no desenvolvimento regional do concelho de Tomar, através da economia das fábricas de papel e de fiação, esse protagonismo encontra-se hoje praticamente extinto, surgindo agora no Nabão a emergência de outras figuras, formas e narrativas.

            As fotografias deste projeto foram o corpo visual da Tese de Mestrado em Fotografia, que o autor realizou no Instituto Politécnico de Tomar, a qual continha apenas fotografias de paisagem, por força de um escopo delineado de acordo com os objetivos académicos. Juntam-se agora a esta exposição na Casa dos Cubos um conjunto de retratos efetuados durante essas caminhadas pelas margens do Nabão, os quais, poderão permitir a continuação da construção visual, experiencial, mnemónica e afetiva, deste lugar simbólico e singular que termina o seu percurso no concelho de Tomar.

Ficha técnica

ORGANIZAÇÃO

CEFT

ARTISTA

João Henriques

COORDENAÇÃO

António Ventura

Ana Soares

Patrícia Romão

João Luz

ASSISTÊNCIA ADMINISTRATIVA

Ana Paula Coutinho

Helena Henriques

COMUNICAÇÃO

Helena Soeiro

ASSISTÊNCIA MONTAGEM

Helena Soeiro

Outras informações

João Henriques

Tomar, 1967]. Estudos em Gestão de Empresas (Licenciatura), Psicologia (Mestrado Inc.)  e Fotografia (Mestrado). Apresenta e publica regularmente trabalho autoral em Fotografia desde 2010. Em 2015 foi o Vencedor do Prémio Fnac Novo Talento Fotografia. Desde 2020 desenvolve, paralelamente, atividades de Programação e Curadoria, no domínio da Fotografia. Exposições recentes (seleção): “Rio, Uma Geografia Sentimental” – Câmara Escura, Torres Vedras (2020); Imago Lisboa Photo, Lisboa (2021). “School Affairs” – Prémio Fnac, CC Colombo, Lisboa (2016); Ragusa Foto Festival, Ragusa, Sicilia, (2021). “Curso em Milagres” – Encontros da Imagem, Barcelos (2021). “O Efeito Estufa” – Galeria Municipal, Torres Vedras (2021).