20
fev2022 domingo
15h30 Até 16h30

ROSA IMMACULATA | VII CONCERTO EVOCATIVO DOS PASTORINHOS DE FÁTIMA

Ourém
Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima
Música

Sinopse

Neste Concerto Evocativo dos Três Pastorinhos de Fátima, o Coro Ricercare apresenta um programa de inspiração marcadamente mariana, através de uma seleção cuidada de obras contemporâneas para coro, cujos textos e estética giram em torno da Virgem Maria. Desde a monodia Ave Generosa, de Hildegard von Bingen — abadessa e compositora da Alta Idade Média —, até à estreia absoluta de Canticle of Ecstasy de Alfredo Teixeira (com textos de Hildegard), o programa trilha um percurso em volta da figura de Maria através da música e desafia obras de compositores como Ola Gjeilo, Rui Paulo Teixeira, Sarah Quartel e William Harris. Inclui ainda a obra de Arvo Pärt oferecida ao Santuário de Fátima, por ocasião da Celebração do Centenário das Aparições de Fátima, assim como as estreias nacionais de Ave Regina Cælorum, de Paolo Orlandi, e de Magnificat in five vignettes, de Miguel Jesus.

 

PROGRAMA

Hildegard von Bingen (1098-1179)

Ave Generosa

 

Ola Gjeilo (1978)

Ave Generosa

 

Arvo Pärt (1935)

Drei Hirtenkinder aus Fátima *

 

Primeira audição absoluta

Alfredo Teixeira (1965)

Canticle of Ecstasy

 

Sarah Quartel (1982)

Lux æterna

 

Rui Paulo Teixeira (1973)

Kyrie — Rosa florat

 

Rui Paulo Teixeira

Uma Rosa desabrochou

 

Robert Schumann (1810-1856)

Die Rose stand im Tau

 

Paolo Orlandi (1989)

Ave Regina cælorum

 

William H. Harris (1883-1973)

Bring us, O Lord God

 

Primeira audição absoluta

Miguel Jesus (1984)

Magnificat in Five Vignettes

 

* Oferenda Musical do compositor ao Santuário de Fátima por ocasião da Celebração do Centenário das Aparições de Fátima.

Ficha técnica

O Coro Ricercare é tudo o que a paixão pela música coral significa. O trabalho de expressão, fusão e qualidade vocal faz das suas atuações verdadeiros momentos marcantes. O grupo integra na sua formação jovens músicos de diversas proveniências curriculares: Escola de Música do Conservatório Nacional, Instituto Gregoriano de Lisboa, Escola Superior de Música de Lisboa, entre outras.

A procura incessante de um resultado de excelência na música coral que desde sempre pautou o seu trabalho, tem feito com que o Coro Ricercare se tenha vindo a destacar há vários anos como um coro de referência. Desde a sua fundação, o Coro Ricercare dedica grande parte da sua actividade à interpretação de nova música portuguesa, tendo estreado mais de 50 obras de compositores nacionais desde a primeira edição de “Jovens Compositores Portugueses” em 2006, junto com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, o outro agrupamento da Ricercare. O Coro Ricercare foi fundado pelos maestros Carlos Caires e Paulo Lourenço, e é dirigido desde 2001 por Pedro Teixeira.

 

Pedro Teixeira completou a licenciatura em Direção Coral na Escola Superior de Música de Lisboa, obtendo na mesma Instituição o grau de Mestre em Direcção Coral. No Coro da Universidade de Lisboa foi assistente do maestro José Robert. Trabalhou mais tarde com Vasco Pearce de Azevedo, António Lourenço e Paulo Lourenço. Foi professor na Escola Superior de Educação de Lisboa, lecionando Educação Vocal e Direção Coral, no curso Música na Comunidade. Dirige atualmente dois grupos em Portugal: o Coro Ricercare (desde 2001) e o Officium Ensemble, agrupamento profissional fundado por si no ano 2000. Dirigiu também o Coro Polifónico Eborae Musica de 1997 a 2013 e o Grupo Coral de Queluz de 2000 a 2012. Foi com o Officium Ensemble que recebeu em 2002 o prémio “The most promising conductor of Tonen 2002” na Holanda, concurso que atribuiu o 3.º prémio ao Ensemble nas categorias de música sacra e de música secular. Enquanto cantor, e tendo estudado canto na Escola de Música do Conservatório Nacional, é elemento do Coro Gregoriano de Lisboa, no qual é solista. Foi cantor no Coro Gulbenkian, entre 2005 e 2012.

Pedro Teixeira tem sido reconhecido como um dos mais proeminentes maestros de coro do país, não só pela sua intensa atividade enquanto diretor de coro, como também pela sua sólida e caraterística interpretação da música vocal. Esse reconhecimento tem-no levado, nos últimos anos, a trabalhar a um nível internacional. Em Barcelona, dirige juntamente com Peter Phillips, Ivan Moody e Jordi Abelló o workshop Victoria400 e é responsável pelas oficinas de Ensemble Vocal e Direcção Coral no Curso Internacional de Música Medieval e Renascentista de Morella. Colabora com a Fundação Calouste Gulbenkian enquanto maestro preparador convidado do Coro Gulbenkian, tendo preparado o coro para diversos concertos desde 2011.

É diretor artístico das “Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora”, organização de Eboræ Musica – Associação Musical de Évora, que conta já com dezasseis edições. Desde 2012 é também maestro titular do Coro de la Comunidad de Madrid e, desde 2021, maestro assistente do Coro Casa da Música.

Outras informações

Entrada livre

A sessão decorre segundo as normas da Direção-Geral da Saúde para os Eventos Culturais.