25
jun2022
21h30 Até 22h40

Temporada Darcos | Sinfonia Titã

Torres Vedras
Teatro-Cine de Torres Vedras Teatro-Cine de Torres Vedras
Música

Sinopse

Profundamente inovadora, os primeiros  esboços desta monumental sinfonia datam de 1883, ao mesmo tempo que Mahler escrevia o ciclo Canções de um companheiro viajante, incorporando a 2ª canção como tema principal do I andamento e a secção final da 4ª canção no  III andamento. Completada entre finais de 1887 e março de 1888, viria a ganhar o subtítulo de Titã em 1893, pela mão do compositor. Densa na concepção, complexa nos conteúdos narrativos, emocionalmente extremada, da simplicidade do quotidiano à transcendência onírica, esta sinfonia parece querer despertar no ouvinte o inconsciente invisível.

A “Primavera sem fim”, nas palavras  de Mahler, o I Andamento, Devagar, arrastando-se: Como sons da Natureza – sempre muito devagar, começa com uma longa introdução. Do silêncio nasce o som, o sol desponta no horizonte pontuada pelo chilrear dos pássaros, fanfarras ao longe e o restolhar das  folhas à brisa matinal. Segue-se uma esfuziante melodia. O II andamento, vigorosamente agitado, mas não muito rápido – bem devagar, invoca os ländler (dança que estaria na origem da valsa), em jeito de idílio amoroso. Segue-se uma desconcertante marcha fúnebre, com a citação da melodia infantil Frére Jacques. A longa indicação de andamento, solene e compassado, sem se arrastar — muito simples e direto à maneira  popular — algo mais forte, tal como no início, não deixa antever os breves  episódios de música judaica e a autocitação da canção cujo texto original diz  “(…) Quando ainda não sabia como a vida dói / Era tudo, tudo ainda bom! / Tudo! Tudo! Amor e dor! E mundo e  sonho!”. Descrito por Mahler como “do  inferno ao paraíso”, o último andamento, tempestuoso, comovido – enérgico,  navega de uma tonitruante explosão até à fanfarra final, todas as tensões criadas são finalmente resolvidas.

Ficha técnica

G. Mahler (1860 – 1911)
Sinfonia nº 1 (arr. para ensemble  de K. Simon)

I. Langsam, schleppend - Immer sehr  gemächlich
II. Kräftig bewegt, doch nicht zu schnell -  Recht gemächlich
III. Feierlich und gemessen, ohne zu  schleppen - Sehr einfach und schlicht  wie eine Volksweise
IV. Stürmisch bewegt - Energisch

 

Direção musical: Nuno Côrte-Real
Ensemble Darcos

Outras informações

M/6 anos

Preço: 5,00 euros