Filarmónica Artística Pombalense

Pombal
Música

A Associação Filarmónica Artística Pombalense, é uma das mais antigas colectividades do Concelho de Pombal tendo como data da sua fundação o dia 16 de Outubro de 1867, conforme consta da escritura de constituição que veio a ser lavrada no Cartório Notarial de Ansião., em 29 de Novembro de 1985.
Por falta de registos históricos sobre a vida desta Associação não é possível documentar a data da sua fundação, nem a indicação dos seu sócios fundadores, a forma como foi constituída e as motivações que lhe deram origem.
Até esta data também não foram encontrados novos registos que clarifiquem as dúvidas levantadas.
Contudo, o livro “POMBAL OITO SÉCULOS DE HISTÓRIA” de autoria do historiador Dr. Joaquim Vitorino Videira Eusébio, cita que o jornal da época “O LEIRIENSE” no seu número 113 de 1 de Agosto de 1855, ao aludir às festas do Bodo diz: “… todos estes divertimentos foram acompanhados pela música de duas filarmónicas a de Maiorca e a de Pombal, distinguindo-se esta pelo a ceio e mesmo podemos dizer, luxo com que está vestida”.
Em 1856, o mesmo jornal no seu número 213, de 30 de Julho, em artigo do seu correspondente Lino de Macedo, produz a notícia dizendo: “… que a procissão da Nossa Senhora do Cardal era acompanhada pela Câmara Municipal, por algumas pessoas responsáveis pela Vila e pela Filarmónica Pombalense, a qual está dando honra à terra que viu nascer. Tocou primorosamente”.
É inquestionável pelo relato destes dois registos, que a Filarmónica tem existência anterior a 1867, podendo considerar-se com estes dados, que esta terá idade não inferior a 150 anos.
Durante este percurso centenário a Filarmónica Artística Pombalense, resistiu a todas as vicissitudes geradas pela ocorrência de duas grandes guerras mundiais, que fragilizaram a sua estrutura orgânica e debilitaram a sua capacidade económico-financeira e os seus recursos humanos. Contudo, manteve indelével o principal objectivo da sua criação que era o promover o estudo, a defesa e a divulgação do património cultural e musical.
Mantêm assim a sua Escola de Música destinada ao ensino e aperfeiçoamento musical que representa hoje, como antigamente, a fonte municiadora da sua Filarmónica.
A Filarmónica tem participado regularmente em Festivais, Concertos, Encontros de Bandas, Festas Populares, contribuindo para que se preservem ancestrais tradições das Bandas/Filarmónicas junto das massas populares. A Filarmónica tem tido actuações no estrangeiro (França) e procura incentivar acções de divulgação junto dos núcleos de trabalhadores emigrantes.
A Associação Filarmónica Artística Pombalense, foi distinguida pela Região de Turismo de Leiria – Rota do Sol, com a Medalha de Prata, atribuída às colectividades com mais de cem anos.
Foi igualmente distinguida pela Câmara Municipal de Pombal com a Medalha de Prata da Cidade, pelos relevantes serviços prestados ao ensino, aperfeiçoamento e divulgação da música.
Foi-lhe atribuído o Estatuto de Utilidade Pública em 17 de Agosto de 1999 (Diário da República – II Série, n.º 191 de 17 de Agosto de 1999)
.

Contactos

Morada

Rua da Fonte Nova, Urbanização Fonte Nova, Apartado 177,
3100-543 Pombal

Outras informações

A Associação Filarmónica Artística Pombalense (FAP) é uma das mais antigas colectividades do Concelho de Pombal. Foifundada em 16 de Outubro de 1867 embora se especule uma existência anterior uma vez que publicaçõesde 1855 e 1856 do jornal “O Leiriense” referem respetivamente o acompanhamento das tradicionais festas do Bodo “…pela música de duas filarmónicas, a de Maiorca e a de Pombal”, e “… que a procissão da Nossa Senhora do Cardal era acompanhada (…) pela Filarmónica Pombalense”.

O sucesso da FAP no cumprimento dos seus objetivos, nomeadamente na promoção do estudo, defesa e divulgação do património cultural e musical, permitiu-lhe a distinção com a Medalha de Prata da Região de Turismo de Leiria – Rota do Sol (1996), com a Medalha de Prata do Município de Pombal (1997) e com a Medalha de Honra – Grau Ouro (2017)“pelos relevantes serviços prestados ao ensino, aperfeiçoamento e divulgação da música”. Em 1999 obteve o Estatuto de Utilidade Pública. É ainda membro da Fundação INATEL (2005/-) e da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto (1995/-).

A bandaFilarmónica Artística Pombalense é constituída atualmente por 59executantes com uma média de idades de 20 anos, e contribui ativamente para a preservação das tradiçõesancestrais das bandas Filarmónicas junto das massas popularesparticipando regularmente em Arruadas, Procissões, Missas, Festas Religiosas, Encontros de Bandas, Concertos de Rua, Concertos Temáticos, Concertos de Natal, Concertos Solidários, Concertos Culturais e Pedagógicos, Cerimónias Oficiais, etc.

A FAP mantém com grande dinamismo um corpo docente competente e qualificado que lhe permite a manutenção deuma Academia de Música – FAPmúsica,onde leciona Iniciação Musical, Formação Musical, diversos instrumentos de Sopro e Percussão, Classes de Conjunto e Orquestra Orff, bem como outros instrumentos musicais não tradicionais das bandas Filarmónicas, tais como Piano e Cordas (Guitarra e Violino),uma Academia de Dança - FAPdança, onde leciona diversas modalidades,tais como Danças Urbanas, Zumba Fitness e Alongamentos/Flexibilidade/Correção Postural e ainda a recentemente criada Academia de Bem-Estar – FAPvita, onde dispõe de uma Classe Movimento e de Pilates.

A capacidade interventiva da FAP na comunidade pombalense é inesgotável pelo quecolabora ainda ativamente com vários Jardins de Infância de Pombal onde leva a sua formação musical e dança a muitas crianças do concelho de Pombal.