Sociedade Velha Filarmónica Riachense

Torres Novas
Música

Em Março de 1884, os cerca de 1000 habitantes de Riachos, reúnem-se com vista à realização de um sonho já com alguns anos de existência.

Poucos meses depois do início da aprendizagem musical, esta Filarmónica faz a sua apresentação ao público, sendo constituídas por 22 elementos.

Este grupo musical que constituía a Filarmónica Riachense, veio a evidenciar-se de tal modo, que colaborava não só em quase totalidade das festividades religiosas da região, mas também em Santarém e outras cidades.

Alguns anos após a sua constituição, começaram a desenhar-se certos atritos entre elementos e um sentimento de marginalização de alguns músicos, o que origina a criação de uma nova Filarmónica, a Sociedade Recreativa Riachense, gerando uma rivalidade entre os adeptos das suas coletividades, que começaram a denominar-se entre si por alcunhas: “Caraças”, os da mais antiga e “Malhadas” os da mais moderna. Podemos encontrar aqui a explicação para a designação da “Velha”, parte integrante do nome da nossa Sociedade Velha Filarmónica Riachense, visto que na altura existia uma mais nova.

Passado tempos os ânimos serenaram e a concorrência entre ambas torna-se salutar. Tendo a Velha Filarmónica, mantido sempre um melhor e mais elevado nível artístico. A Sociedade Recreativa vai aos poucos cessando a sua atividade.

A Velha Filarmónica manteve a continuidade da sua atividade até aos dias de hoje, com alguns altos e baixos ao longo dos anos, visto deparar-se com algumas dificuldades, principalmente de cariz financeiro.

Atualmente tem em funcionamento uma Escola de música, objetivada essencialmente para a juventude e periodicamente existe uma parceria com as escolas com a finalidade de cativar crianças, que asseguram o futuro desta Banda centenária.

Contactos

Morada

Rua de Santo António, 12

2350-346 RIACHOS

Outras informações

Presidente: Telma Rodrigues

Vice-Presidente: Fernanda Vieira