Teatro Miguel Franco

Leiria
Cinema Espaços Música Teatro
Miguel Franco (n1918 – †1988) foi um ator, encenador e dramaturgo português, nascido em Leiria.
Foi por cá que desenvolveu o teatro, através da recriação do Grupo de Teatro Miguel Leitão, tendo-se destacado na dinâmica do teatro amador em Portugal a partir da década de 50.
Assinala-se ainda o facto de ter levado o teatro para fora das salas habituais, criando representações ao ar livre, e em alguns espaços emblemáticos e culturais, tais como o Castelo de Leiria, o Mosteiro de Alcobaça e o Convento de Cristo, em Tomar.
Como dramaturgo, Miguel Franco é considerado o mais importante da década de 1970, na categoria da chamada Dramaturgia Histórica.
Da sua obra fazem parte O Motim, A Legenda do Cidadão Miguel Lino, O Capitão de Navios, Visita Muito Breve, tendo deixado várias obras por terminar, de que se destaca Leonor Fonseca Pimentel.
Ator de cinema a partir da década de 60, participou em cerca de dez películas, nomeadamente Crime de Aldeia Velha (1963), O Trigo e o Joio (1964) e Lotação Esgotada (1972), de Manuel de Guimarães, Domingo à Tarde (1966), de António de Macedo, O Cerco (1970) e Vidas (1984), de António da Cunha Telles, A Fuga (1976), de Luís Filipe Rocha, O Rei das Berlengas (1978), de Artur Semedo, e Manhã Submersa (1980), de Lauro António.
Ainda em Leiria, criou no Ateneu Desportivo de Leiria, de que era igualmente diretor, um espaço de conferências a que chamou Sexta-feira à Noite, no qual intervieram, entre outros, Bernardo Santareno, Rogério Paulo ou Luiz Francisco Rebello.
Em 2003, nas instalações junto ao Mercado Sant’Ana, foi construído o teatro a que foi atribuído o nome deste notável leiriense, onde se realiza uma imensa variedade de espetáculos

Morada

R. Dr. Correia Mateus 40, 2400-137 Leiria ;

Outras informações

E-mail do Teatro: teatromfranco@teatrojlsilva.pt

Site: https://www.teatrojlsilva.pt/